terça-feira, 29 de setembro de 2015

Autoestima? Trabalhamos...



Oiiiessss!!

Como podem perceber a pessoa gosta de um papo né...E quando não trago nenhum passo a passo ou cantinho da minha casinha, trago minhas histórias e opiniões para dividir com vocês.
Espero que me tolerem e até dialoguem também.
De uns tempos pra cá tenho seguido algumas páginas nas redes sociais sobre gordofobia e feminismo.Até porque começo a entender os preconceitos de forma mais ampla,porque sentir na pele já sinto quase a vida toda,afinal sou totalmente fora dos padrões da sociedade,acima do peso.Gorda.
Isso muitas vezes desencadeia uma série de eventos dentro da gente que desperta pensamentos negativos,visões deturpadas de nós mesmos.Afinal esses padrões existem há séculos não é mesmo?!
 Se aceitar é o passo principal para muitos problemas que nós criamos.
Não dá pra ser feliz sem sentir amor próprio.É papo clichê, mas é a real.
Eu mesma fiquei muito tempo presa me sentindo inferior em vários sentidos a quase todas as pessoas ao meu redor.A fulana é mais inteligente, é mais bonita, é mais legal,é mais bem sucedida...Sou inferior e não saía do ciclo vicioso.
Isso foi me consumindo demais, até que parei e decidi que precisava abrir os olhos e me enxergar direito.Não era possível todos a minha volta enxergassem uma Fernanda que eu não conhecia.Mas um dia consegui ver e percebi que tinha a tal autoestima.Me aceitar fora dos padrões ainda é batalha diária, mas pelo menos não me frustro mais.Foi duro,foi.Ainda é de certa forma mas com menor intensidade, com outro foco.Mudei minhas perspectivas.Como?
Não fico mais nervosa procurando uma roupa que sirva, não me culpo por ter comido um pão ou massa a noite, não me discrimino porque tenho que comprar  em lojas plus size.Parece bem simples,mas chegar até aqui custou bocado de encaradas no espelhos e repreensões internas difíceis.
Por que o que a gente faz nunca é tão legal, quanto ao que a outra pessoa fez??Não dá pra deixar esses pensamentos nos dominarem.Não temos que ser iguais a ninguém.Todos podemos e devemos ser diferentes, e mesmo assim convivermos em sociedade.Mas porque esse peso nos persegue?
O meu exercício é diário e procuro enxergar um lado bom, positivo em tudo que faço, para que o oposto não ganhe terreno e eu perca o que já conquistei até aqui.
Não sou boa com metas, prefiro trabalhar com o que é palpável, (será por isso que acabei no financeiro?) por isso quero consertar todos conceitos que eu carrego e considero ruins.
Pretendo abrir os olhos mais e mais para enxergar a beleza de ser quem eu sou sem precisar dar nenhum tipo de desculpa ou explicação.Aí sim poderei dizer que minha auto estima está bem,obrigada.Está onde deveria estar e tudo se encaixa.
Prazer, essa sou eu em constante construção.
Ser melhor deveria ser a nossa única meta de vida,sempre.Olhar pra nós mesmos, analisarmos nosso ponto de vista, o que sentimos a respeito e aí melhorar o que puder.O impossível não é palpável para os que acreditam,não é mesmo??
Se não acreditarmos em nós , quem vai??
Um degrau atingido, vamos aos próximos!!!E assim por diante.



Abraços amáveis,
Fernanda


6 comentários:

  1. Maravilhoso!!!!!!!
    Fê fui manequim 36/38 até meus 22 anos,na gravidez fui dos 50 quilos aos 75,de lá pra cá o efeito sanfona me detonou,hoje estou beirando os 80 quilos,com inúmeras e fracassadas tentativas de perder peso,as vezes não me gosto,mas na maioria me aceito.Me escravizar para satisfazer os "padrões da ditadura da beleza" jamais!!!
    Que tiver que gostar da gente pela casca,não nos merece.
    Amore:
    "Gordinhas unidas jamais serão vencidas"!!!
    Bjo,minha linda e fofinha Fê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Naya!!!
      Eu nunca fui magra,sempre estive mais pra gordinha desde a infância, apenas quando tomei remédio e que me causou muitos transtornos...
      Concordo contigo,sem ditadura,só amor.Sempre!!!
      Milhares de beijos minha amiga!!!

      Excluir
  2. Oi querida!
    Enxergar a beleza do que nós somos é lindo demais! E acredito ser uma busca constante, nunca terá um fim, como você disse: "em constante construção". Espero que você veja ainda mais e mais beleza! Na realidade somos todos perfeitos e belos em nossa essência, uma pena que a mídia e a sociedade insistem em vender apenas o que é lucrativo para eles. Mas enfim...
    Adorei o post!
    Beijo grande! Thamyrez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Thamyrez!!

      Que bom que curtiu, esse assunto mexe comigo pois sempre precisei trabalhar isso e agora mais do que nunca acredito que é no dia a dia que vou aprendendo e melhorando...
      Beijos mil pra ti queridona

      Excluir
  3. Oiii Fê,
    Realmente a sociedade é muito cruel determinando um padrão de beleza. Eu antes de ser blogueira de casa e decoração junto com a minha irmã tinhamos um blog sobre moda plus size e postavamos look diário, falavamos sobre aceitação, e tudo isso que você citou e sabe, não é fácil, como você disse é construção diária. E espero que você continue nesse caminho, pois fico feliz em saber que hoje em dia você se aceita, assim como todos a sua volta sempre te aceitaram como você é.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Livia, que saudade!
    É bem importante compartilhar esses pensamentos porque sempre ajuda alguém.Eu sigo um blog que adoro Garotas Rosa Choque e os posts e fotos dela me incentivam constantemente.Tu e a tua irmã não tem mais o blog?Manda o link amiga!
    Beijão e bom finde!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita!Volte sempre!E se quiser,comente! ;)

DIY COLETIVO POR UM FIO

Oi pessoas de luz!! Esse mês volto ao DIY COLETIVO  inspirada cujo tema é fio.Os projetos ficam cada vez mais lindos, e para partici...